Mercado Internacional

Shell Irá Retomar Importações De Petróleo Bruto Do Irã

Shell1-300x237A geopolítica da indústria de óleo e gás passa por novas mudanças. Após o fim das sanções, a Shell irá retomar já no mês que vem as importações de petróleo bruto do Irã, que vem ampliando suas vendas e busca atingir novas fatias de mercado em meio à crise global do setor. Com o acordo de fornecimento, a petroleira anglo-holandesa será a segunda grande empresa europeia a fechar parceria com o governo iraniano, ficando apenas atrás da Total, que retomou as negociações no final do ano passado.

Prevista para acontecer nas primeiras semanas de julho, a importação deverá abranger um total de 1,09 milhão de barris de petróleo, que serão embarcados no terminal iraniano de Kharg Island com destino ao porto de Roterdã, na Holanda. Segundo a Reuters, a operação será feita pelo navio-tanque Delta Hellas.

O mercado europeu está hoje no palco da disputa entre Irã e Arábia Saudita, que buscam ampliar sua base de importadores na região. No início deste mês, a estatal National Iranian Oil Company (NIOC) afirmou que a exportação do país já atingiu a marca de 3,8 milhões de barris por dia e que as vendas dobraram entre novembro e maio. A expectativa do governo iraniano é de que, com o ritmo acelerado de crescimento, o país alcance em 2017 o nível de produção e exportação registrado antes do início das sanções econômicas.

A primeira sinalização de retomada entre o Irã e o mercado europeu surgiu a partir da Total, que em janeiro assinou um memorando de entendimento para se aproximar da NIOC e garantir a compra de até 200 mil barris por dia. Além disso, a petroleira francesa avalia investir na abertura de novos campos no país, impulsionada por dados técnicos fornecidos pela estatal iraniana.

Fonte: PetroNotícias.