Mercado Nacional

Sete Brasil Terá De Captar US$ 5 Bi Para Sondas

O plano de recuperação judicial protocolado pela Sete Brasil na Justiça do Rio (TJ-RJ) prevê a construção de até doze sondas de perfuração de poços de petróleo para a Petrobras, que vão exigir investimentos adicionais de US$ 5 bilhões. A empresa terá de conseguir novos financiamentos ou aporte de recursos de terceiros para levar esse plano adiante.

“O objetivo do plano é tentar viabilizar a empresa do ponto de vista operacional para garantir um fluxo de receitas e pagar os credores”, disse Adriana Chagastelles, gerente-executiva de governança e relações com investidores. A dívida líquida é de R$ 17,2 bilhões, segundo o balanço de 2015. A dívida nova que a empresa conseguir levantar para concluir parte das sondas será paga antes da dívida “concursal”, incluída na recuperação.

A partir de agora e pelos próximos três meses – até a assembleia geral de credores, prevista para 10 de novembro -, a Sete Brasil vai precisar avançar em negociações com a Petrobras, a cliente única da empresa, em uma mediação cujas discussões ainda não começaram. Essas discussões permitirão detalhar o plano apresentado à justiça na sexta-feira em termos da quantidades de sondas que poderão ser construídas. A negociação com a Petrobras também é importante para definir as condições comerciais dos contratos, incluindo as taxas de afretamento das sondas.

O plano apresentado pela Sete, portanto, é geral e ainda precisará ser detalhado a partir das conversas com a Petrobras e as demais partes interessadas (credores, acionistas da empresa e estaleiros). “Nossos contratos são válidos e eficazes, mas como precisamos buscar fontes de financiamento [para terminar as doze sondas] os potenciais investidores precisam ter segurança sobre a continuidade dos projetos”, disse Adriana. “Quem pode passar essa segurança é a Petrobras”. Como o mercado tende a ter resistência de tomar o risco de construção das sondas, uma das alternativas consideradas é que alguns estaleiros financiem uma ou duas unidades.

As receitas consideradas pela Sete Brasil em sua reestruturação incluem, além do afretamento das sondas, a eventual venda de ativos e a possibilidade de a companhia receber valores resultantes de litígios (os ex-administradores estão sendo processados pela empresa).

FONTE: Portos e Navios.

Siga-nos no Instagram

Load More
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.