Política

Fim Da Exclusividade Da Petrobras Na Exploração Do Pré-Sal É Defendida Por Parente

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, elogiou nesta terça-feira (27) o projeto de lei, em tramitação no Congresso Nacional, que retira da empresa a obrigação de ser operadora única dos campos do pré-sal. Na avaliação dele, a medida é importante porque “substitui a obrigação por uma opção” para a estatal.

“A empresa como um todo só tem a ganhar com isso. Em vez de ter obrigação, passa a ter uma opção por fazer. Isso é um benefício muito grande por a empresa viver um momento de restrição financeira. Se formos obrigados a participar de todos os campos, não teremos recursos. Isso faria com que a exploração desses campos levasse um tempo muito mais longo”, explicou.

Parente afirmou, ainda, que o País também será beneficiado com a aprovação do texto, uma vez que impulsionaria a atração de “investimentos importantes para o crescimento e para a geração de riqueza e de empregos no País”.

“É importante que o País possa ter outras empresas que se interessem em fazer esses investimentos. É importante para o País que a Petrobras não seja obrigada a participar de todos os campos, e que, mesmo nos que ela não queira, ela tenha opção em primeiro lugar. E é importante que outras empresas que se interessem [por esses campos] possam fazer os investimentos”, reforçou.

As afirmações de Parente foram feitas no Palácio do Planalto, após uma reunião com o presidente da República, Michel Temer. No encontro, ele apresentou o Plano de Negócios e Gestão 2017-2021 da companhia. A previsão da empresa é aplicar US$ 74,1 bilhões em investimentos no período.

FONTE: TNPetróleo.