Acidentes

Conteineiro Neopanamax Colide Com Parede Da Nova Eclusa Do Canal Do Panamá

O Navio Conteineiro Neopanamax MV Xin Fei Zhou, com capacidade de 8,500 TEU, pertencente a China Cosco Shipping (COSCO),
colidiu com a porta da eclusa, enquanto atravessava pela nova eclusa Agua Clara, Área Estentida do Canal do Panamá,
nessa quinta-feira (21).

O casco do conteineiro foi rompido, entretanto o tráfego do canal não foi afetado e as comportas sofreram poucos danos.

De acordo com as informações do AIS, ele ainda permanece ancorado próximo ao canal.

O canal foi inaugurado em 26 de Junho com a passagem de outro navio da COSCO, COSCO Shipping Panamá.

No começo deste ano, a Federação Internacional dos Trabalhadores dos Transporte (ITF) em um pesquisa conjunta com
Fundação Homem do Mar (FHM), constataram um aumento considerável da preocupação com a segurança das novas eclusas da
Área Expandida do Canal do Panamá.

As autoridade avisaram que para 427 metros de comprimento e uma boca de 55 metros, as novas eclusas são muito pequenas
para os Neopanamaxes. O maior navio apenas pode medir até 366 metros de comprimento e 49 metros de boca, deixando uma
distância de apenas 6 metros de largura entre o canal e 61 metros de comprimento, os quais serão utilizados pelos
rebocadores a vante e a ré para guiá-los pelas eclusas.

Os estudos também revelaram que em condições de ventania, a manobrabilidade dos navios poderia ser comprometida, causando
acidentes devido as dimensões da eclusa.

Contudo, as Autoridades do Canal do Panamá (ACP) rejeitaram os estudos, levantando em questão os meios científicos de pesquisa
bem como a credibilidade das instituições.

vuelo-2016-mayo15-wl-1-13-1024x701-1024x701

FONTE: World Maritime News.