SÃO PAULO  -  Maior fabricante de resinas das Américas, a Braskem deve reportar forte resultado operacional no segundo trimestre, mesmo após absorver os efeitos da greve dos caminhoneiros, que teve impacto nos volumes comercializados e na taxa de operação das centrais petroquímicas no país. Contudo, analistas esperam lucro líquido menor no segundo trimestre, com a piora na linha financeira influenciada pela variação cambial.