O contrato, via subsidiária Petrobrás Global Trading, visa apoiar a aquisição de bens e serviços com fornecedores do Reino Unido em projetos, embora a companhia não revele quais no comunicado enviado ao mercado.

"A operação está em linha com a estratégia de gerenciamento de passivos da Petrobrás, que visa à melhora do perfil de amortização e do custo, levando em consideração a meta de desalavancagem prevista em seu Plano de Negócios e Gestão 2018-2022", reitera a empresa. (Luana Pavani - Luana.pavani@Estadao.com)