Apesar de queda na lista de maiores exportadores, fatia do Brasil nas exportações mundiais continua sendo de 1,2% do total