Os Estados Unidos querem mais baianos. Estudantes baianos nas escolas e universidades, turistas baianos viajando. Querem muito mais empresas baianas – seja exportando para lá, seja criando filiais ...