Está previsto que pelo corredor marítimo sejam transportados soja e outros grãos brasileiros para a Europa e países da África, com volume de até 6 milhões de toneladas por ano. Numa primeira experiência serão transportadas 25 mil toneladas de grãos para Marrocos.

O Porto de Las Palmas opera linhas marítimas para mais de 30 países africanos, está preparado para atracação de navios de grande porte e capacitado para armazenamento de grãos, frutas, carnes e máquinas e redistribuí-los para diferentes destinos, em embarcações menores.

Receba no seu e-mail conteúdo de qualidade

Logo você receberá os melhores conteúdos em seu e-mail.

O diretor Silva Júnior informou em comunicado que a oportunidade é especialmente interessante porque possibilita distribuir produtos brasileiros com agilidade e custo competitivo tanto para a África - uma fronteira ainda a ser melhor explorada - quanto para a União Europeia, que é atualmente o segundo maior mercado importador do Brasil.