Destaques Mercado Nacional Óleo & Gás

Aker Solutions Quer Transformar Brasil Em Hub De Exportação

A Aker Solutions fechou seu primeiro grande contrato de exportação a partir do Brasil. A empresa fabricará em sua planta de São José dos Pinhais (PR) os módulos de sistemas de controle para manifolds e árvores de natal submarina destinados ao projeto de Johan Castberg, no Mar de Barents, na Noruega.

De acordo com a presidente da empresa no país, Maria Peralta, o projeto é resultado da estratégia de transformar o Brasil em um hub internacional para atender às operadoras.

“Nos anos de maior retração do setor, em 2015 e 2016, investimos em uma planta de alta tecnologia que posicionou a Aker Solutions no Brasil como proprietária da maior e mais moderna planta do mundo, podendo atender a demandas de tecnologia e produção para projetos globais”, disse a executiva à Brasil Energia Petróleo.

Como desafios do projeto Peralta destaca a operacionalização de todas as interfaces com as equipes da empresa em outras localidades, além do atendimento às expectativas de um novo cliente, já que a fábrica brasileira vinha trabalhando quase que exclusivamente para a Petrobras.

A executiva acredita que novos contratos poderão aparecer nos próximos meses. “Este é o primeiro contrato a ser atendido pelo Brasil a partir do modelo de Hub Global, mas existem outros potenciais projetos e concorrências em andamento com operadoras globais que serão desenvolvidos em parte no Brasil”, acrescentou.

Statoil

Na terça-feira (5/12), a Statoil submeteu o plano de desenvolvimento e operação de Johan Castberg, em parceria com sua compatriota Petoro e a italiana Eni.

A petroleira norueguesa prevê um investimento de NOK 49 bilhões (US$ 5,92 bi) no empreendimento, cujas reservas recuperáveis são estimadas entre 450 milhões e 650 milhões de boe.

“Trata-se do maior projeto de desenvolvimento de óleo e gás offshore aprovado em 2017”, declarou a companhia em comunicado publicado ontem.

O primeiro óleo de ohan Castberg está previsto para 2022, e a expectativa é que o empreendimento produza por cerca de 30 anos.

Ancoragem

Na quarta-feira (6/12), a SBM anunciou a assinatura de contrato com a Statoil para executar o escopo de engenharia, suprimento e construção (EPC) do sistema de ancoragem da unidade de produção que será instalada no futuro campo.

Segundo a companhia, o turret será entregue em módulos no início de 2020 e conectado em lâmina d’água de 370 m, com capacidade para acomodar 21 risers.

Nesta quinta-feira, a Aker Solutions informou que fechou contrato com a Sembcorp Marine para projetar a unidade de acomodação do FPSO que produzirá Johan Castberg. A companhia também será responsável pelo projeto do topside da plataforma.

Fonte: Brasil Energia.

Mais lidos

Siga-nos no Instagram

Load More
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.